Peça do mês - Junho

Peça do mês - Junho De 1 a 30 de junho

peça do mês
Descrição: Barril
Proveniência: Alqueidão da Serra, Porto de Mós
Medidas: 37,5x22x11cm
Material: Barro vermelho
Datação: 1984
Autor: Francisco Jorge Furriel

Junho é um mês de muita importância no nosso concelho, época dos Santos Populares, com o seu ponto alto de celebração no dia 29. Celebramos São Pedro, um dos nossos Santos Padroeiros, que veneramos no nosso concelho, envolto de festividade. Neste dia, no ano de 1989 inaugurava-se o Museu Municipal de Porto de Mós. Um espaço que tem como máximo objetivo a valorização da riqueza histórica com a sua evolução geológica, social, agrícola, industrial e económica. A sua existência muito deve ao seu fundador, Francisco Jorge Furriel, nascido a 19 de Outubro de 1925, na freguesia de Alqueidão da Serra, concelho de Porto de Mós e que nos deixou a 18 de Janeiro de 2014, na mesma freguesia.

Aplicado estudioso, autodidacta das ciências naturais, escultor, desenhador, pintor e escritor, a ele se deve, então, a fundação do Museu Municipal de Porto de Mós, concretização de um sonho que há muito o acompanhava.

Apresentamos neste mês, que também serve para o celebrar, uma das nossas obras da autoria do fundador, por ser representativa da festa, convívio e partilha. Obra que exalta a argila de barro vermelho enquanto matéria-prima de excelência e um dos pilares da economia regional. Como sabemos é utilizada em esculturas, oficinas artesanais de produção de cerâmica, lado a lado com as grandes unidades industriais e tecnológicas de fabrico de produtos de barro vermelho, como telhas e tijolos.

Nesta obra, está bem patente toda a habilidade manual do artista, que através da matéria-prima, dá forma, não se esquecendo da proporção e da “expressividade nos rostos”. Mas também do movimento, que conseguiu ao dividir a escultura Barril em três andares, como que os aros de metal utilizados no fabrico dos tradicionais barris de madeira, mas que neste caso penetram o interior da peça e permitem o efeito de divisão e continuidade, em simultâneo.

Ao longo destes 29 anos, o Museu tem vindo a enriquecer o seu espólio museológico através das doações, quer por parte dos filhos da Terra (Portomosenses), quer por amigos empenhados na preservação de testemunhos e valores do passado. Convidamos a todos neste mês de Junho a partilhar o convívio das festividades e observação da herança histórica do nosso acervo no Museu - AO SERVIÇO DA CULTURA.

Voltar
Apoios Leiria Região Digital AMLEI pos_conhecimento FEDERAcessibilidade

Contactos | Avisos legais
Copyright © 2002-2012 Todos os direitos reservados.