Câmara Municipal de Porto de Mós assinou Protocolo "Caminhos de Fátima, Caminhos do Mar"

Câmara Municipal de Porto de Mós assinou Protocolo "Caminhos de Fátima, Caminhos do Mar" Em Cascais passará a iniciar-se o Caminho do Mar, percurso que vai envolver, também, os municípios de Sintra, Mafra, Torres Vedras, Bombarral, Óbidos, Caldas da Rainha, Alcobaça, Porto de Mós...

Em Cascais passará a iniciar-se o Caminho do Mar, percurso que vai envolver, também, os municípios de Sintra, Mafra, Torres Vedras, Bombarral, Óbidos, Caldas da Rainha, Alcobaça, Porto de Mós, Batalha e Ourém. A partir daqui, serão assinalados com setas azuis e marcos, caminhos pedonais seguros até ao destino final dos peregrinos: Fátima ou Santiago de Compostela.

O projeto foi orientado pelo arquiteto paisagista Gonçalo Ribeiro Telles, antigo presidente do Centro Nacional de Cultura, estando já sinalizados o Caminho do Tejo, com início em Lisboa, o Caminho do Norte, com início em Valença passando pelo Porto e Coimbra, e o Caminho da Nazaré, num total de cerca de 500 quilómetros.

Ao identificar estes percursos pedonais mais seguros pretende-se encaminhar os milhares de pessoas que peregrinam a pé para Fátima e para Santiago de Compostela, todos os anos e ao longo de todo o ano, para zonas pedonais mais seguras, longe das estradas onde o perigo e acidentes espreitam a cada quilómetro.

O protocolo foi subscrito, ontem no Museu-Biblioteca Condes de Castro Guimarães Cascais, por Guilherme d’Oliveira Martins, presidente do Centro Nacional de Cultura, entidade responsável pelo projeto a nível nacional, e pelos presidentes das Câmaras Municipais envolvidas no Caminho do Mar.

Voltar
Apoios Leiria Região Digital AMLEI pos_conhecimento FEDERAcessibilidade

Contactos | Avisos legais
Copyright © 2002-2012 Todos os direitos reservados.